sábado, 12 de abril de 2008

antes que eu me esqueça

Já me chamaram de vários nomes: ridículo, bêbado, chato (dã!), "estranho" e esquisito; de escroto e, mais recentemente, de bizarro - elogios ninguém fala!
Não me faça rir!
Eu escrevo o que eu quero, o blog é meu e me desculpe se eu incomodo.
Nunca fui politicamente correto, odeio sofisticação e, principalmente, odeio quem fica no anonimato, ou seja, um covarde.
Esse, no mínimo, não tem recebido elogios de ninguém.

0 comentários: