quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

porcentagem

Eu não sou um privilegiado que trabalha em ambiente refrigerado com ar condicionado.
Ah, como faz falta! Ah, como eu tô melado!!!
Sugestivo, não?
Acho que com um ar condicionado, eu seria 30% mais feliz!
Só assim eu evitaria aquelas bolinhas de suor na testa e no nariz...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

detalhes

Não assisto BBB, mas como conheço o Marcelo, estava vendo hoje, ele com Roberto Carlos...
Que bonitinho... que momento lindo!
Tá tá, é clichê, mas foda-se!
Beijos! São apenas detalhes!

Ah, é pra trabalhar em bar, né?

Você sabe o que é um Barista?
Então procure saber...

Café Espresso agora, só sem açúcar!

sábado, 23 de fevereiro de 2008

onde você está com a mão?

Meus amigos sempre disseram que amam o Vegas; que amam o d-edge. E fomos lá conferir de pertinho. Confira.

Colocaram dois globos enormes no Vegas. Não era confessions da Madonna, mas pior.
O som estava ótimo até as duas da madruga; em seguida entendi o motivo do globo: DISCO. Tudo parecia lembrar raining man. Fugi.
Quanto ao d-edge, só rindo para não chorar. Porquê o povo não sossega com um parceiro? Um apenas não é o suficiente? Tem que procurar outro?
O melhor foi a cara de surpresa, cínica e emburrada, como se estivesse pensando: "hum... peguei você"; ou também o "mas o que significa isso?"
Posso até ter bebido - e naquela hora foi o melhor a fazer. Só assim para aguentar tanta merda. Beba, aproveite, tenha amnésia, beba mais um pouco e se lembrar tome água, mas respeite quem está do seu lado. Francamente. Depois quem fica com a fama sou eu.
Não saio mais sozinho.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

lost in translation

Fim da primeira etapa: surpresas.
Nesse meio tempo alguns (re)encontros agradáveis.
Poderia ter tido outros; mas já não dependia, mais, de mim.

cafeína

d-edge: meia noite.
eu e mais uns cinco....
e o som, animal!!!
saí bem cedo, umas duas acho (pois precisava acordar as 8)
pelo que eu vi hoje no celular, devo ter mandado vários torpedos, como de praxe.
eu fiquei olhando aquele monte de gente dançando sem culpa - com cara de quem não precisava acordar cedo - com gestos de the rythm of the night ... que inveja...

enquanto isso, "as sombras interioranas se dispersam em meio as sombras da metrópole"

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

e por falar nisso...

hoje degusutei - tomei e não cuspi - 10 cafés...
ou seja, acho que terei insônia...
novidade

sábado, 16 de fevereiro de 2008

mediocridade

Sábado, 16 de fevereiro de 2008
15h35

"às vezes parece que certa impotência se apropria da gente, fazendo com que tudo vá passando, falsamente perto, mas longe. e este longe nos mostra que estamos anestesiados, sem fazer, mover, tocar e tudo o mais.

a sombra da mediocridade rondando. dá certo desespero. insatisfação. e, em círculos, o mundo fica assim, nada bom. nada atraente, nada interessante, nada saboroso. o mundo fica assim e nós também, envenenados. sem... viver.
sem sentir que estamos aí. e até aquilo que está abaixo do medíocre parece ser melhor. pra quê isso? pra onde? e as coisas continuam acontecendo. e a gente se pergunta: o que estamos fazendo? onde estamos? o que estamos fazendo de nós? conosco?
jogar perguntas pra parede e pro espelho...
o mundo fica chato. e nós, cansados."*

*conversas por email...

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

... são os outros.

Eis um filme muito bom.
Conheço muita gente que precisa vê-lo: pais, filhos, gays, héteros e irmãos de muita gente por aí... ou seja, um programa família - uma ótima alternativa para o BBB (credo!!!).

Dica do Ralf.

é isso...

Cada vez mais venho me decepcionando com o meio jornalístico (e da comunicação em geral).
Para começar, por tudo o que você batalhar, todo seu esforço para escrever determinada matéria, tudo vai ter que ser de acordo com o que o editor "pense". Você nunca poderá dar a sua cara, escrever sua opinião - a não ser que você seja um colunista. Claro que os jornais tem sua linha editorial, mas no geral, está muito chato e não há estímulo financeiro para um bom jornalista.

Quer saber a verdade? Que verdade? Não existe verdade; tudo está muito relativo, muita coisa em excesso, muita gente dando palpite e se achando que podem (dizer) tudo. Está impossível chegar a uma conclusão sobre qualquer coisa que seja.
Para isso, existe os editores; para que jornalistas?

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Estragaram o título...


Esse é o excelente livro Reparação, que deu origem ao filme Desejo e Reparação.
Com esse "desejo" no nome, agora ficou parecendo mini-série da Globo com Vera Fisher...
Ainda bem que eu li o livro!

sábado, 2 de fevereiro de 2008

em boa hora

Sempre fui interessado em quadrinhos adultos - se é que isso existe.
Mas enfim, terminei de ler o primeiro livro auto biográfico de David B., um cara que fez muita coisa boa na França. Vale muito a pena ler esse álbum. É fantástico...

Sabe qual será o próximo? Lost Girls!!!