terça-feira, 19 de junho de 2007

heróis por um dia

esqueça tudo o que eu já disse.
nada fará com que façamos direito.
mas eu insisto, esqueça tudo o que eu já disse.

também não recomendo acreditar em tudo o que eu disser, já que sou um procurado pela polícia!
seus pais não iriam gostar de te ver ao meu lado.

por ora é somente isso o que eu posso dizer.

segunda-feira, 18 de junho de 2007

A receita é

Eu sempre tentei compreender as coisas e justificá-las.
Também tentei - só um pouco - ser comprrendido.
Essas duas tarefas não são fáceis e nem mesmo simples como possa parecer.

Vamos lá...
Em casa perante à família, já é impossível - é uma tarefa árdua lutar contra todos e com isso agradá-los. Ah, eu não estou fazendo nada de errado, eu sou bonzinho! Filmes eu não alugo mais pra ninguém; preferência musical então nem se fala; e por aí vai. Vai entender... é complicado agradar a todos, principalmente quando você é considerado a ovelha negra.

Na rua é outra diversão.
O que eu mais gosto é ver a cara das pessoas fazendo comentários:
"olha, mas é tão bonito, será que..." hahaha adoro!
"Nossa, ele tá bebendo demais né"
"Meu filho, se você andar com aquele menino, eu corto o carro"
Haha, e sem falar nos assuntos de almoço de domingo!

Estou em um momento em que já não me preocupo em justificar as coisas e nem mesmo ser compreendido. E estou adorando! Fuck!

Ah, se eu fosse um peão!

♫ I see you, you see me - Magic Numbers

quinta-feira, 14 de junho de 2007

sucumbido pela impaciência

Tempos modernos...

Hoje cheguei a uma conclusão óbvia: não adianta teimar contra o sistema imposto pela maioria. É algo que se você lutar contra, não sobrevive. Você tem que se dedicar ao trabalho, esquecer o mundo e foda-se o resto.

Há diversos exemplos dissso, e um deles são os manifestantes em seus protestos de paz: pau neles. Já está se tornando algo caricato de tão repetitivo e sem resultado. Fico pensando nesse caos que está essa história de aquicimento global. Eu já desisti - embora continue fazendo minha parte.

Os astros de rock - meus ídolos - então, nem se fala. Depois de velhos todos se tornam bonzinhos e vegetarianos - mas nesse caso há ainda um ideal, só que diferente. Toda a história de ideologia parece não ter muito sentido hoje em dia. To chato hoje!

E os honestos e justos? Existem? Se existem são poucos ou são sucumbidos pelo sistema político corrupto. Por isso também não assisto jornal, é só baixaria.

É.. vou ter que treinar muito para abstrair os problemas da humanidade e me dedicar exclusivamente aos meus próprios. Terei que ser egoísta. Não é a melhor solução mas no momento é a mais prática. Ser bonzinho em meio de tantas jararacas é complicado. Mas não sei se conseguirei mudar e nem deveria.

Moça, pode trazer mais um chá? Mas tem que ser agora!

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Estratégias de marketing

Em Marketing sempre ouvi algo do tipo: fidelização de clientes, vamos focar nisso pois é o que irá garantir o sucesso da empresa!!! E de todos nós!

O mesmo poderia ser aplicado nas pessoas: vamos criar uma estratégia para fidelizar pessoas; vamos criar nossos diferenciais frente à concorrência etc.
Com isso, muitos serão fiéis a você. Mas isso não quer dizer que você será fiel a elas.

Engraçado isso.

Enquanto você souber que a empresa tem ISO 14000, 9000, que faz reciclagem e tal, você continuará fiel. Mas quando você encontrar uma pata de barata no Nuggets, ou soubem que ela não paga imposto, pronto, já é suficiente para você esquecer a empresa para sempre a ponto e levá-la a falência.

O problema é que esses pequenos deslizes quase nunca são percebidos, e quando o são, há um acordo financeiro - indenização - que irá garantir a sua re-fidelização.
É... reconquistar um cliente gasta-se mais do para atrair um novo.

Assim todos seremos felizes para sempre.
Ou enquanto durar nossos estoques.

Qual é o seu diferencial?Publicar postagem
O meu é segredo e também não vou comentar minha estratégia... pois a concorrência é desleal!

segunda-feira, 4 de junho de 2007

o que é importante a gente não vê

- Será como a flor. Se tu amas uma flor que se acha numa estrela, é doce, de noite, olhar o céu. Todas as estrelas estão floridas.

- Todas as estrelas estão floridas.

- Será como a água. Aquela que me deste parecia música, por causa da roldana e da corda... Lembras-te como era boa?

- Lembro-me...

- Tu olharás, de noite, as estrelas. Onde eu moro é muito pequeno, para que eu possa te mostrar onde se encontra a minha. É melhor assim, Minha estrela será então qualquer das estrelas. Gostarás de olhar todas elas... Serão, todas, tuas amigas. E depois, eu vou fazer-te um presente...

Ele riu outra vez.

- Ah! meu pedacinho de gente, meu amor, como eu gosto de ouvir esse riso!

- Pois é ele o meu presente... será como a água...

- Que queres dizer?

- As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. mas todas essas estrelas se calam. Tu, porém, terás estrelas como ninguém...

- Que queres dizer?

- Quando olhares o céu de noite, porque habitarei uma delas, porque numa delas estarei rindo, então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem rir!

E ele riu mais uma vez.

- E quando te houveres consolado (a gente sempre se consola), tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo. Terás vontade de rir comigo. E abrirás às vezes a janela à toa, por gosto... E teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Tu explicarás então: "Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!" E eles te julgarão maluco. Será uma peça que te prego...

O pequeno príncipe

domingo, 3 de junho de 2007

Universo Particular

Piquenique com a família...
Deitado de barriga cheia,
vejo as nuvens passando no céu.
A primeira sensação estranha:
"terra no cabelo"

"Pipol"

sexta-feira, 1 de junho de 2007

construção

Construa um lar. Construa os amigos. Construa uma família, uma casa, uma vida, um emprego...
Não tinha parado para pensar - pelo menos não o suficiente.
Minha vida está se tornando mais racional.
Com isso, obviamente, ficarei mais frio, mais sério e mais cauteloso em minha vida.

Mas não vou abandonar meus sonhos. Vou tentar construí-los com cautela e o cuidado necessários. A vida é um teste e o tempo também; daqueles em que o resultado exigirá paciência - se quiser que seja permanente e duradouro. Estou um tanto confuso. Muita coisa aconteceu: boas e ruins num curto período de tempo.

Passei por dois extremos em praticamente uma semana. Não fui imprudente sozinho e nem ao menos me deixei levar. Era para acontecer. Mas poderia ter prestado mais atenção aos detalhes que me foram dados. Não quis. Eu tentei fazer dar certo com aquela impressão. Se superou minhas expectativas ou uma decepção, não me importa. Para mim foi bom o suficiente para saber que existe uma nova possibilidade a ser construída.