quarta-feira, 13 de setembro de 2006

seria essa, a mudança?

Sempre tive a noção de que nunca tive muito juízo - e nem fiz questão de ter.
Nesse dia em sp algo me enfureceu: nada está me surpreendendo - nem mesmo o exstasy.
Pode até ser a idade, sei lá, mas acho que precisamos concretizar nossos desejos; fazer com que eles saiam do virtual; chega de conhecer ficantes pela internet, isso cansa; e nada é mais prático do que um encontro real, tradicional - embora também haja infidelidade em todos.

FIDELIDADE!!! algo que exijo muito quando estou interessado mas que deixo a desejar quando não tenho um estímulo para segui-lo.

Constatei até com minha terapeuta que essa carência afetiva é geral. Posso viver no interior, com poucas opções... e ao contrário, mesmo estando em são paulo, nada irá se resolver. Quanto mais gente, mais gente louca. De tesão, de bala, de loucura original.
É... vamos se jogar, vamos fazer tudo o que se tem direito. Pra quê passar vontade?

Mas uma coisa é certa, posso ter feito muita coisa errada, me arrependido muito (nunca aprendo mesmo) mas minha ingenuidade sempre fez com que eu dissesse a verdade sempre. Sinceridade é algo que se deve ser valorizado sempre. E se mentiram pra mim? Ah... a fila anda. Graças a Deus.

E uma última coisa. Amigos. As pessoas estão muito distantes umas das outras, mesmo morando próximas. Senti muito isso. Não queria que fosse assim.

0 comentários: