quarta-feira, 13 de abril de 2005

Um preconceito hipócrita

Não sei se irei conseguir expressar o que estou querendo dizer.

Não estou conseguindo encontrar uma linha de raciocínio.

Mas vamos tentar....

Tudo na vida é uma questão de valores. Certo?

Por exemplo: o valor que um final de semana em são paulo me propiciou? Foi muito significante poder rever muitos amigos e principalmente se divertir com eles. Ou isso não é coisa para ser valorizada? Estaria eu supervalorizando certos momentos e menosprezando outros? Acho que depende de ponto de vista.

Beber para alguns – hipócritas – é mais que motivo para ir para o inferno. Outro dia estive pensando: só a partir da Idade Média é que as orgias e o sexualismo foi proibido e considerado um dos 7 pecados!!! Para variar, pela igreja – sempre ela! E outro tabu a ser mencionado é que certas drogas dão prazer e propiciam momentos de criatividade. Isso é fato cientificamente comprovado.

Para chegar a esse pensamento liberal levou certo tempo. Eu tinha preconceito em ralação a coisas importantíssimas. Por exemplo: a moda e a arte.

Às vezes pensava que moda era coisa só para aparência física e que o importante era o conteúdo; ou que era besteira pensar em gastar com certas roupas em um país como o Brasil. Pura bobagem!

Já em relação a Arte foi mais difícil ainda! Principalmente em relação às Artes Plásticas. “o que... isso é arte?” É... não vamos agora discutir o significado dela mas sim verificar que temos de prestar atenção pois aquele artista que você possa estar julgando sendo um burguês de merda ou um escritorzinho meia boca no futuro pode sair ganhando de você.

É.... estou falando muita bobagem hoje?