domingo, 16 de novembro de 2014

minas gerais

ALGUNS LUGARES MARAVILHOSOS QUE VISITEI EM MINAS ESSA SEMANA
 CASA DE TADEU, HOSPITAL CASA DO CAMINHO

 JARDIM DO HOSPITAL

 UMA CASA BACANA, EM SACRAMENTO

 FACHADA DO INCRIVEL COLEGIO EM SACRAMENTO

 GRUTA EM SACRAMENTO, PERTO DA SERRA DA CANASTRA
CASA DE TADEU

FALTOU UMA FOTO DO HOSPITAL, LAR DE CARIDADE, DE UBERABA.

Em todos esses lugares, conhecemos pessoas incríveis que vivem para fazer o bem ao próximo. Quanta lição de vida. Quanta emoção. Valeu muito a pena.

quarta-feira, 12 de março de 2014

sei não, hein

Como tudo é reflexo daquilo que vivemos, no marketing não poderia ser diferente. Somos um país corrupto. Com isso, o mesmo vale para as empresas?

Pensando bem, talvez. Todo mundo conhece algum jeitinho de ganhar alguma vantagem seja lá em que for. Principalmente quando se fala em carga tributária.

No mundo do marketing, não é diferente. A empresas são 100% honestas? Vendem aquilo que prometem? O teor de suco é aquilo mesmo? Há qualidade vendendo tão barato?

Acontece que precisamos sempre vender cada vez mais e estar em primeiro lugar em vendas. Uma certa ambição é bom para ganhar dinheiro, mas ela deve ser bem administrada para não causar uma certa frustração de nunca chegar ao ponto ideal de satisfação.

Isso sempre me incomodou. Eu prefiro fazer algo com qualidade, e quando eu opto por fazer isso, sei que não será o produto mais barato; é impossível isso acontecer. É a lógica, mesmo porque eu não vivo na China. Portanto, eu prefiro fazer algo realmente bom e honesto ao invés de vender algo que não existe, ou seja, algo mentiroso.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

dos criadores da ignorância

Hoje fui ao cinema assistir Thor (zzzz....); enquanto esperava, sentado no sofá, reparava os cartazes dos filmes em exibição. Quase todos (80%) tinham acima do título, uma chamada "dos (criadores, produtores, diretores etc etc) de (nome do filme).


Vejamos alguns exemplos que percebi hoje.
Além de diretor, criador e produtor, estão fazendo "chamadas" com:
- do estúdio de "Sherek"
- do roteirista de "Barrados no Baile"
Com certeza, com paciência, logo virá algo assim:
- do maquiador de "The Walking Dead"
- da figurinista de "Maria Antonieta"

Primeiramente, esse tipo de estratégia nunca me convenceu. E agora, com medo de ter pouca bilheteria, os responsáveis pelo marketing, abusam dessa péssima divulgação. É só alguém fazer um filme mediano que já basta para ser eternizado em filmes futuros. Ninguém escolhe um filme apenas pela maquiagem ou pela roupa. Existe um conjunto de fatores para o filme ser realmente bom.

Se um diretor, teve a sorte de ter feito um bom filme, isso não é premissa de que essa proeza será repetida. Um bom filme, quase nunca tem uma boa sequência: Carrie, Chuck, Psicose... só espero que não tentem fazer um novo "Donnie Darko". As vezes, um diretor, faz um clássico e nunca mais tem o mesmo sucesso. Algo parecido, como cantor de uma música só. Nem todos são Kubrick.

eterno

Caso um diretor faça sucesso em um filme e queira divulgar seu novo filme, ele deve fazer isso, com certeza. Depois de E.T. ninguém nunca mais esqueceu o nome de S. Spielberg. Ou também Hitchcock, com Os Pássaros ou Psicose. Foram sequências de bons filmes, com um bom diretor.
Muitos não conhecem o diretor de Fome Animal. Duvido que na divulgação de O Senhor dos Anéis, eles teriam a audácia de colocar no cartaz "do diretor de Fome Animal". Claro que não; jamais associariam um filme novo a um filme de menor orçamento mas considerado Trash-Cult (eu não concordo). São filmes completamente diferentes. Pelo jeito, iremos aguentar muito filmes com hobbits ainda dirigidos por Peter Jackson. Queria ver algo diferente novamente.

clássico trash

Portanto, ao for no cinema escolher um filme, cuidado, pode ser que você dê de cara com algo do tipo:
"dos realizadores de Esqueceram de Mim"
Poderiam esquecer outras coisas....

visionário

sexta-feira, 3 de maio de 2013

é chique ser caipira

Caipira que é caipira, usa bota meu bem!

Num mundo onde todo mundo é vip e tem estilo eis uma manchete local: "Nossos ricos deixaram de ser caipiras." Hum...


Não vou criticar os caipiras nem os ricos. O problema está na subjetividade de uma frase como essa.
Nesse caso, selecionaram uma frase de impacto para a abertura da reportagem. Fora esse detalhe, o trabalho de fotografia ficou muito bom. Muitos devem ler pois anunciam bastante - eu só leio quando eu vou ao dentista ou na fila do bebedouro da academia.

 Qual o critério para ser rico ou caipira? Fumar um cigarro de palha? Ganhar 100 mil mensais? E se eu ganhar mais que isso e fumar um cigarro usando um chapéu - ambos de palha?
Há muito esta região vem criando revistas para um determinado público que não para de crescer. Não é a toa que é a maior concentração de condomínios do interior paulista. Há várias; metade tem "vip" no nome. E ainda há aquelas que você para para aparecer.


Enfim, acho que se a intenção foi dizer que quem é caipira não é ligado em moda, tudo bem. Cada um tem a sua opinião. Mas generalizar algo tão subjetivo e pessoal, como foi feito, pareceu piegas. Tão subjetivo, quanto a opinião de Sandy: - É possível ter prazer a...



terça-feira, 2 de outubro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

para noites chuvosas


Testando meu pudim de chocolate pela primeira vez para recepcionar os amigos amanhã a noite!!!!

domingo, 10 de junho de 2012

...

a morte pede carona

Coisa rara de se ver por aqui é a neblina.
Foi interessante. Como não associar aqueles filmes de suspense... de carro... com alguém pedindo carona ou algum carona assassino?
Só faltou o o Motel e o corpo.
vida arte